10 anos

10 anos

Seriado “As Brasileiras” gravará episódio em Corumbá



A cidade de Corumbá é uma das dezesseis escolhidas para integrar o seriado “As Brasileiras”, que já está em fase de produção. A atração, que deve ir ao ar ainda este ano, segue os moldes da série “As Cariocas”, exibida pela Rede Globo de Televisão em 2010, e que teve a direção e produção de Daniel Filho.


Aliás, foi ele quem, segundo o produtor Johnny Catrolli, optou por dedicar um episódio à cidade pantaneira. “O Daniel conhece Corumbá e gosta muito da cidade, foi ele quem disse que teríamos que gravar aqui”, afirmou em entrevista ao Diário, destacando que o ator e diretor “fez questão” de dirigir o episódio que relatará história vivida por personagens locais.


O episódio, que contará com locações corumbaenses, já tem título definido. É “A Reacionária do Pantanal”, e trará, no elenco principal, a cantora e atriz Sandy. Ela dará vida à personagem Gabriela, porém detalhes sobre o enredo não foram revelados. Ainda no elenco principal, Renée de Vielmond, que viverá a Noêmia; Danton Melo como Gustavo; e Regina Braga no papel de Olívia.


Os textos estão sendo escritos por Luiz Fernando Veríssimo e adaptados para linguagem televisiva por Ana Maria Moretzsohn. “O seriado não deixa de ser uma grande comédia. São as mulheres aprontando em cima da gente. São histórias de ficção bastante legais”, avaliou o produtor que esteve em Corumbá na última semana, estudando locações para filmagens de plates, técnica que deve conduzir a realização dos episódios em quase todas as cidades.


“A gente vai fazer o máximo que pode no Rio de Janeiro, a parte de interior. Sabe quando você está vendo uma novela que aparece uma casa linda, aparece uma fachada em Teresópolis e depois entra na casa? Essa parte já é estúdio ou locação no Rio de Janeiro. O que a gente mais vai fazer aqui, na verdade, é isso: plate. A gente vai captar as imagens bonitas, pois queremos ser fiéis em tudo o que é exterior”, explicou.


Como o elenco não atuará em Corumbá, a produção irá lançar mão de uso de dublês quando necessário. “Em cenas quando aparece alguém entrando numa loja ou está numa praça. Em Brasília, a gente fez isso agora”, contou Johnny ao revelar que além da capital nacional, as filmagens já começaram na cidade do Rio de Janeiro.


A data da captura de imagens em Corumbá ainda não está definida, pois, de acordo com Catrolli, isso depende do ritmo de filmagens de outros episódios. “Retornamos a cidade depois de uma semana, uma semana e meia do que é filmado no Rio. Porque depois de filmado, vai pra montagem que depende do que nós pegarmos aqui. E a gente já vem sabendo o que é preciso apresentar. Temos que ter tudo filmado lá, porque a gente já vem com a lente que filmamos, o horário da externa, voltamos já sabendo tudo. Não é aleatoriamente que a gente vai filmando, é um dever de casa”, detalhou.


Singular
Johnny Catrolli, que está viajando por todas as regiões do país para a produção do seriado, disse ter se surpreendido com Corumbá. “Quando cheguei aqui me surpreendi porque a cidade é muito honesta, ela tem uma característica muito própria. Eu posso fotografar essa rua e não tenho outra igual no Rio, eu não consigo fazer Corumbá no Rio, eu vou estar mentindo muito, entendeu? Eu consigo fazer a Bahia no Rio, fazer parte de Belém no Rio, aqui eu não consigo fazer no Rio porque ela tem uma característica própria trazida pela construção, as ruas largas, as pedras, o fundo quando você tem o Pantanal, a coisa da ferrovia pra lá, o rio pra cá”, observou.


Ele esteve em lugares bem marcantes da cidade como no Morro do Cruzeiro, de onde se tem uma visão privilegiada da cidade e do Pantanal e onde também está instalada a estátua do Cristo Rei do Pantanal. Johnny percorreu o rio Paraguai captando imagens da natureza que convive lado a lado com os corumbaenses, além de cenas em lugares urbanos, mas que reforçam a identidade de Corumbá, como a estrada de ferro.
A série “As Brasileiras” é uma co-produção da produtora Lereby e a Rede Globo de Televisão.

• Diário Online/Adapt.: SandyBr

No comments