10 anos

10 anos

Com "Sim", Sandy mostra que nem sempre quantidade e qualidade andam juntas



Na noite dessa 2º Feira (10/06) nós fomos presenteados com o novo álbum da cantora Sandy disponível no iTunes. Com 10 músicas como já havia sido divulgado, sendo que 7 já eram conhecidas pela grande parte do público, o álbum antes mesmo de ter sido lançado, já era sucesso de vendas, ficando diversas vezes em primeiro lugar entre os mais vendidos da livraria Saraiva e agora com o lançamento a tendência é as vendas aumentarem mais ainda.

 Julgada pela quantidade de músicas que formam o cd "Sim", Sandy mostra que nem sempre quantidade e qualidade andam juntas e do "Manuscrito" para esse novo trabalho, a cantora amadureceu muito e esse amadurecimento está em evidência em suas novas músicas, que já estão fazendo sucesso entre nós fãs.

Então Sandy tem motivos para comemorar, já que nós a cada trabalho da cantora a admiramos mais e mais, sendo como cantora, como pessoa ou como compositora!

RESENHA/:

AQUELA DOS 30 (Sandy Leah/ Lucas Lima) Com um ritmo que lembra muito a época da dupla, a cantora brinca com a famosa "crise dos 30", já que esta prestes a completar - no inicio do ano! Na música ela brinca com trechos como: "Tenho sonhos de adolescentes, mais as costas doem, sou jovem pra ser velha e velha pra ser jovem", colocando em questão todos os seus anos de carreira, mais que ainda tem muitos sonhos para realizar! 


ESCOLHO VOCÊ (Sandy Leah / Jason Tarver / Lucas Lima): Com uma melodia alegre e com uma letra muito bem desenvolvida, ela é a preferida da maioria dos fãs e se prestarmos bem atenção ela lembra muito "Sem Jeito" do Manuscrito, não me referindo ao ritmo, mais sim a letra da música. Uma verdadeira declaração de amor!



MORADA (Sandy Leah/ Tati Bernardi/ Lucas Lima): Com um refrão cheio de romantismo e meiguisse a música 'Morada' deixa nossos corações apertados e com vontade de chorar, tão simples assim: "Como cortar pela raiz se já deu flor?/ Como inventar um adeus se já é amor?/ Como cortar pela raiz se já deu flor?/ Como inventar um adeus se já é amor?". Fala de um sentimento muito puro, mostra que um amor pode ser verdadeiro não importa os meios, as dificuldades, por que o coração e só daquele alguém, como na frase: "Não se encante em outro canto, se aqui comigo você já fez morada." O destaque nesta música é o violão e o violino, que ao mesmo tempo que é uma música romântica, nos remete sentir aquele cheiro de grama molhada, de chuva, o cheiro de café quentinho, de uma brisa.  
OUÇA A FAIXA AQUI.


SEGREDO (Sandy Leah/ Lucas Lima):  Com uma letra sensível, a música fala sobre a saudade que sente de alguém, com uma melodia calma, na base do piano, ela mostra sua maravilhosa voz em trechos como: "Hoje eu acordei com vontade de te ver, já faz tanto tempo que até assusta, assusta não saber nada de você e não ter com quem falar de mim..." Em tons mais altos o refrão é viciante e essa se torna uma das minhas faixas prediletas!


PONTO FINAL (Sandy Leah/ Tati Bernardi/ Lucas Lima): Delicadamente, Sandy soube colocar em 'Ponto Final' um refrão pegajoso, e direto: "Você me quer com todas as vírgulas, E eu te quero como ponto final, Não deixe pra amanhã quem você pode deixar hoje, não." Uma histórinha de romance inventado, que com a desilusão, faz com que ela se mostre forte e se vinga do jeito dela.
O destaque da música é uma batida empolgante e com um destaque para o piano e o xilofone. Além do "megafone" na música que deu um toque especial na voz, e deixou a música sendo a mais POP do CD.


REFÚGIO (Sandy Leah/ Lucas Lima) Antes do CD estrear, Lucas falou em "Morada" como a nova música dos fãs, mais na minha opinião, "Refúgio" me ganhou completamente. Uma letra muito bem escrita, Sandy se mostra cada vez mais madura em seu processo de composição. 


OLHOS MEUS (Sandy Leah): Essa música ficou ótima no EP, mais quando escutei o CD percebi que ela ficou perdida no meio de tantas outras, mesmo com uma letra e melodia fortes, parece que falta algo na música e isso acaba fazendo dela a mais fraca do novo álbum.



NINGUÉM É PERFEITO (Sandy Leah/ Lucas Lima): Quando eu penso que a cantora nos mostrou tudo que tinha pra mostrar, ela vem e surpreende mais ainda. Das inéditas, essa é a mais alto astral, junto com "Ponto Final", claro! Com versos como "Você me pegou pela mão e me levou pra ver o mundo, e tinha tanta coisa que eu não sabia que existia..." Sandy faz mais uma declaração de amor ao seu marido e companheiro de trabalho, que está presente em quase todas as suas letras, de forma subliminar, claro!


SIM (Sandy Leah/ Lucas Lima): Esta música na minha opinião é uma afirmação da própria cantora com a sua vida, sua familia, seus planos, suas metas, a sua carreira. A o mesmo tempo faz a gente pensar em nós mesmos. A estrofe antes do refrão ela afirma isso: "E eu vi que eu podia mais/ Do que eu sabia/ Eu vi a vida se abrir pra mim/ Quando eu disse sim." O álbum se chama 'SIM', que tras uma identidade forte e própria que a Sandy quis mostrar para o seu publico. Nos mesmos falamos 'sim' várias vezes durante o dia espontanêamente. E dessa forma: "Eu disse sim pra tudo que eu podia, e eu podia mais do que eu sabia..." estimula nós mesmos a dizer 'SIM' para a nossa alma.
'SIM' é melancólica, mas com uma batida perfeita, um ritmo perfeito, uma harmonia perfeita e uma letra que casou com tudo isso. Destaque para o final da música nos vocais com os agudos da Sandy.


SAUDADE (Denis Nassar): Após anos sem gravar uma música inédita sem ser de sua autoria, Sandy nos presenteia com uma canção composta por seu  ex-professor de piano. Uma música que lembra muito o MPB de Elis Regina, ela mostra a potência de sua voz nessa música maravilhosa e com uma letra que toca a alma. É boa demais.

NOTA: 9,5

Créditos: Jurandir Dalcin Comenta - JD Comenta 

No comments