10 anos

10 anos

Show em Paulínia marca volta de Sandy aos palcos

Sandy voltou aos palcos após um ano e cinco meses afastada cumprindo as funções e vivendo os prazeres de ser mãe. Trata-se de uma miniturnê que começou no dia 10 de outubro em São Paulo e chega nesta sexta-feira (30) a Paulínia, antecedendo a gravação ao vivo do CD e DVD, ainda sem nome definido, marcada para 14 e 15 de novembro em Niterói (RJ). A apresentação será no Theatro Municipal da cidade, porém, assim como nos outros cinco shows da temporada, os ingressos esgotaram rapidamente — no caso, um dia depois de aberta a bilheteria.
Quem garantiu o seu verá a cantora muito emocionada perante o público. “Fiquei muito emocionada em todos os shows, especialmente no primeiro. Sentia saudade, mas não sabia que era tanta. Quando a gente fica muito tempo longe dos palcos, o retorno é sempre muito emocionante, assim também foi quando comecei a carreira solo. Quando pisei no palco, senti que a sensação de saudade era maior ainda”, conta Sandy em entrevista por telefone ao Caderno C.
Para a campineira, hoje com 32 anos, o sentimento teve o adendo da carga emocional trazida com a maternidade. “A emoção é diferente. Parece que você tem um pouco mais de amor dentro do coração e aí as coisas mudam, a gente enxerga as coisas de maneira diferente”, diz, revelando que sempre que possível leva o filho Theo consigo. “Enquanto é pequeninho posso aproveitar, mas quando é uma logística mais complicada, um lugar mais distante, não dá. Eu o levei para São Paulo, para o Rio de Janeiro. Quando tem que ficar longe dói demais.”
Apesar disso, Sandy acredita ter feito o certo em retomar a carreira. “Eu estou realmente muito apegada, ligada a ele, e fica difícil ficar longe. Mas foi por uma boa causa, porque eu também amo meu trabalho, então eu tomei a decisão de voltar. Não posso parar! As vezes é sacrificado, mas vale a pena”, avalia.
A turnê traz o repertório do EP 'Princípios, Meios e Fins' (2012) e dos álbuns solo 'Manuscrito' (2010) e 'Sim' (2013), e ainda sucessos gravados em dupla com o irmão Júnior, como 'Imortal', 'Inesquecível' e 'Era Uma Vez'. Esses hits são apenas alguns exemplos, afinal, a dupla lançou 13 disco entre 1991 e 2006, emplacando dezenas de faixas, e cantora ainda não definiu exatamente qual canção entrará no novo álbum. “Cada show tem uma música diferente, principalmente falando no repertório de Sandy & Júnior, que eu não posso deixar de cantar, senão os fãs me matam. Eu tenho colocado diferentes”, revela. Se está cansada de cantar esses sucessos? Ela garante que não. “É divertido recordar, gostoso, e eu faço releitura das músicas, procuro modificar um pouquinho o arranjo, dar uma cara mais atual, mais a ver comigo e de modo que se encaixe no repertório.”
A base do show, bem como o futuro disco, é formada por música conhecidas, mas também reúne inéditas, que, aos poucos, estão sendo inseridas no set list. “No DVD terá algumas músicas inéditas, sim. No show eu faço uma, que ficou pronta primeiro. Eu não tenho certeza ainda, mas acho que vai se chamar 'Respirar'. O público parece estar gostando muito. Me fizeram até surpresa no Rio, todos colocaram a luz do celular quando começou. Foi lindo. Tem outras que eu estou terminando para entrar no DVD, aliás, o cenário também não está completo ainda, provavelmente terá um elemento novo em Paulínia. O conteúdo está sendo construído na estrada até culminar na gravação do álbum.”
A música 'Respirar' foi composta por Sandy em parceria com o músico e marido Lucas Lima (integrante do grupo Família Lima) e Daniel Lopes, cantor que ela conheceu no 'SuperStar', reality show musical da Globo do qual participou como jurada em janeiro. E, por falar nisso, não nada confirmado para que ela volta na próxima temporada da atração.
A miniturnê é uma espécie da aperitivo para o CD e DVD ao vivo, cujo lançamento está previsto para o início do ano que vem, quando Sandy retomará a turnê, desta vez mais longa. A intenção da cantora é visitar todos os estados do Brasil.
Correio Popular

No comments